CDS e PSD querem auditoria a bancos que recebem ajuda
Terça, 08 Janeiro 2019 10:23    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

parlamento4 copy

CDS-PP e PSD querem que o texto do projeto legislativo que visa divulgar a lista dos grandes devedores dos bancos resgatados com dinheiros públicos desde 2007, que será apreciado na especialidade amanhã, obrigue a auditorias à gestão das instituições. O objetivo é que estas abranjam decisões de crédito, investimento, compra e de venda de ativos.

Os dois partidos apresentaram o aditamento ontem, último dia para acrescentar novidades ao texto. “Como o próprio parlamento já considerou necessário em situações passadas, justifica-se que sempre que o Estado venha a disponibilizar apoios públicos, se realize obrigatoriamente uma auditoria independente à gestão da instituição de crédito em causa”, refere a proposta entregue na Comissão de Orçamento e Finanças e Modernização Administrativa (COFMA).

O objetivo é que o Banco de Portugal ordene a auditoria por uma entidade independente até um mês depois de recebidas as ajudas. Também o BE terá apresentado ontem um novo aditamento, não publicado até à hora de fecho desta edição.

O texto de acordo dos deputados, com exceção do PS, propõe o levantamento da regra de sigilo bancário para entrega aos deputados dos dados sobre situações de incumprimento iguais ou superiores a cinco milhões de euros com os bancos que tenham recebido fundos públicos.

O projeto teve até ontem propostas de alteração. Caso receba luz verde na COFMA, a votação global pelo em plenário da Assembleia da República acontece já na sexta-feira.

Os partidos que apoiam as alterações ao Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras irão até quarta-feira chegar a acordo quanto ao texto final, ao qual o PS já disse que não pretende opor-se.

Também o PSD já revelou que está disponível para acompanhar a intenção da esquerda de submeter à exceção de sigilo todos os bancos apoiados, ainda que já tenham saldado as suas dívidas. Os social-democratas e o CDS propuseram antes a exclusão das instituições que já tivessem concluído o reembolso ao fundo de resolução dos bancos – casos de BCP e BPI.

O texto que reúne o acordo da maioria dos deputados da comissão quer estabelecer a obrigação do Banco de Portugal recolher e comunicar à AR os dados dos grandes devedores quando haja inquérito sobre a supervisão de bancos alvo de ajudas. Se aprovado, o projeto permitirá recuar até 12 anos no historial de dívidas.

 

Fonte: Dinheiro Vivo

Actualizado em ( Terça, 15 Janeiro 2019 10:59 )
 

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga