Parlamento aprova projetos para equiparar apoios de atletas paralímicos a olímpicos
Sexta, 28 Setembro 2018 13:53    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

paralimpicosA Assembleia da República aprovou hoje três projetos de resolução que visam a equiparação dos apoios e das bolsas dos atletas paralímpicos aos dos olímpicos, que irão baixar agora à comissão de Cultura, Comunicação, Desporto e Juventude.

Os projetos, apresentados por CDS-PP, Bloco de Esquerda e PAN, que recomendam ao Governo "a atribuição de bolsas e apoios para atletas paralímpicos iguais aos atletas olímpicos", foram aprovados com a abstenção dos deputados do PS, depois de no ano passado ter sido chumbada uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado com o mesmo objetivo.

O deputado do CDS/PP João Almeida considerou que o “desporto paralímpico é uma causa sem donos” e alertou para a necessidade de a sociedade olhar para os atletas paralímpicos “sem pena e sem preconceito”, numa “situação de igualdade”.

André Silva, do PAN, criticou a atual “diferença injustificada” no valor atribuído para a preparação “que é de 30.000 euros anuais para um atleta olímpico e de 8.750 euros para um paralímpico”.

As discrepâncias de valores estendem—se às bolsas atribuídas, que para um atleta olímpico de nível 1 é de 1.357 e para um paralímpico ascende a 518 euros.

O PSD, pela voz de Pedro Pimpão, considerou que a equiparação “é uma questão de equidade”, tal como o Bloco de Esquerda, que considerou essencial combater “a discriminação que ainda existe”.

O poder político tem vindo a aumentar os valores disponibilizados para os programas de preparação dos Jogos Paralímpicos, mas tem adiado a equiparação dos valores atribuídos a atletas olímpicos e paralímpicos.

O contrato-programa de preparação para os Jogos Tóquio2020 celebrado entre o Comité Paralímpico de Portugal e Governo tem um valor de 6,9 milhões de euros, verba que supera em 3,1 milhões a disponibilizada para os Jogos Rio2016 e em 4,6 milhões o valor disponibilizado para Londres2012.

Em julho passado, o Governo equiparou os valores dos prémios atribuídos a atletas por bons resultados em Jogos Olímpicos, Jogos Paralímpicos, campeonatos do mundo e campeonatos da Europa.

Em Jogos Olímpicos e Paralímpicos, os valores passam a ser iguais, com 50 mil euros para uma medalha de ouro, 30 mil para prata e 20 mil para bronze.

A anterior legislação previa prémios de 40 mil euros, 25 mil e 17,5 mil no caso dos olímpicos e de 20, 12,5 e 7,5 nos paralímpicos.

 

Deputados CDS

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga