CDS cumpre promessa aos promotores de espectáculos e quer todos com IVA a 6%
Sexta, 02 Novembro 2018 19:49    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

teresa caeiro pressOs centristas vão apresentar uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2019 de forma a colocar o IVA de todos os espectáculos em 6%, tal como estavam em 2011, antes da chegada da troika. Essa foi a promessa feita nesta sexta-feira pelo CDS à Associação de Promotores de Espectáculos, que se mostrou preocupada por a proposta do Governo admitir a redução do IVA de 13% para 6% apenas aos espectáculos que decorrem em locais fixos e fechados, como é o caso de teatros ou espaços como o Coliseu dos Recreios ou o Coliseu do Porto, deixando de fora os grandes festivais.

“O Governo comprometeu-se a baixar o IVA dos espectáculos [de 13%] para 6% e o que se constatou é que nem é para todos os espectáculos, nem para os espectáculos em todos os sítios e não entra em vigor no início do ano mas só a 1 de Julho”, descreveu a deputada Teresa Caeiro. “À semelhança do que tem acontecido tantas vezes neste orçamento, o Governo anuncia uma coisa e depois, quando se vai ver, não é bem assim”, criticou.

A proposta do CDS é que se retome o regime de 6% de IVA na Cultura que existia em 2011 e que o Governo de Pedro Passos Coelho (que incluía os centristas) teve que aumentar em 2012 para 13% - com excepção dos espectáculos de carácter pornográfico ou obsceno que são taxados a 23%.

Aos jornalistas, a deputada Teresa Caeiro considerou não fazer sentido a discriminação, por exemplo, em relação aos festivais ou a espectáculos de recreação histórica que acontecem um pouco por todo o país. Nem tão pouco em relação à tourada, cuja manutenção do IVA nos 13% a ministra da Cultura justificou na passada terça-feira dizendo que “a tauromaquia não é uma questão de gosto, é uma questão de civilização e manteremos como está”. Graça Fonseca, que falava no plenário na discussão do OE2019 na generalidade teve na altura o aplauso do deputado do PAN, André Silva.

 Mas Teresa Caeiro veio juntar-se às vozes que entretanto criticaram a nova ministra. “Não podemos admitir censura às liberdades culturais, não aceitamos discriminações e não aceitamos certamente ditaduras de gosto. A sra. ministra pode ter a sua opinião pessoal mas não pode ditar – e nunca aceitaremos isso – o que é civilizado e o que não é, sobretudo numa área que mobiliza tantos portugueses”, vincou a deputada do CDS, cuja proposta de redução do IVA incluirá a tauromaquia.

 

Fonte: Público

Actualizado em ( Terça, 06 Novembro 2018 12:52 )
 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada copy

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

1 reuniao gp

Projetos de Lei e Projetos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga