CDS questiona Governo sobre Programa Especial das Albufeiras de Ribeiradio e Ermida
Quarta, 28 Novembro 2018 11:58    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

helder-amaral-02Numa pergunta enviada ao Ministro do Ambiente e Transição Energética, os deputados do CDS-PP Hélder Amaral e Álvaro Castello-Branco questionam o Governo sobre o Programa Especial das Albufeiras de Ribeiradio e Ermida (PEARE).

Os deputados do CDS-PP querem saber em que ponto se encontra o PEARE e para quando está prevista a sua conclusão.

O Despacho n.º 6969/2017, de 2017-08-10, assinado pela Senhora Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, determina a elaboração do Programa Especial das Albufeiras de Ribeiradio e Ermida (PEARE).

Nele recorda-se que o Aproveitamento Hidroelétrico de Ribeiradio - Ermida, realizado no rio Vouga, tem como objetivo primordial a produção de energia elétrica, compreendendo duas barragens e tendo dado origem a duas albufeiras de águas públicas de serviço público, a albufeira de Ribeiradio e a albufeira de Ermida.

O referido Despacho estabelece que a finalidade do PEARE é «definir regimes de salvaguarda dos recursos naturais em presença, com especial destaque para os recursos hídricos, constituindo um instrumento de apoio à gestão das albufeiras e das zonas terrestres de proteção envolventes», e que este deve «incorporar os objetivos de proteção estabelecidos no regime de proteção das albufeiras de águas públicas de serviço público e das lagoas ou lagos de águas públicas, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 107/2009, de 15 de maio».

Entre outros, o PEARE tem como objetivos «assegurar a defesa e qualidade dos recursos naturais, em especial dos recursos hídricos, definindo regras de utilização do plano de água e diretrizes e normas para os usos e atividades a desenvolver nas zonas envolventes das albufeiras», «definir regimes de salvaguarda que permitam gerir a área de intervenção do programa de acordo com a proteção e valorização ambientais e com as finalidades principais das albufeiras», «identificar as zonas dos planos de água mais adequadas para a conservação dos recursos naturais e as zonas mais aptas para atividades de recreio e lazer, providenciando os termos da compatibilidade e da complementaridade entre as diversas utilizações», e «garantir a integração das medidas consagradas na declaração de impacte ambiental […] nomeadamente no que se relaciona com o turismo de natureza, uso náutico, uso balnear, saúde e bem-estar e com o plano de ação do aproveitamento turístico das aldeias ribeirinhas».

O PEARE abrange os concelhos de Oliveira de Frades, Sever do Vouga, São Pedro do Sul e Vale de Cambra e é uma ferramenta essencial para definir tudo o que pode ser feito na albufeira, nomeadamente, e tal como refere o Despacho, tudo o que se relaciona com o turismo de natureza, uso náutico, uso balnear, saúde e bem-estar e com o plano de ação do aproveitamento turístico das aldeias ribeirinhas.

Os autarcas da região reconhecem que os impactos e benefícios da barragem na área do turismo, desportos náuticos de lazer e competição e da economia locais serão significativos, quer pela previsível revitalização de espaços quer pela mais do que provável instalação de novas dinâmicas. Tanto mais que, para além da forte interioridade que a caracteriza, esta é uma das regiões mais afetadas pelos incêndios de 2017, necessitando de todos os incentivos e todas as ajudas possíveis para conseguir reerguer-se e prosperar.

A 14 de julho p.p., o Governo aprovou o Programa de Valorização do Interior (PVI) com o objetivo de concretizar «medidas de discriminação positiva e de incentivo ao desenvolvimento dos territórios de baixa densidade, visando a fixação da população, a diminuição das assimetrias regionais, a coesão e a competitividade territorial».

No comunicado do Conselho de Ministros refere-se que as 62 medidas aprovadas que farão parte do PVI vão ao encontro de três grandes opções estratégicas: «a atração de investimento que crie emprego e que permita fixar populações, a valorização do capital natural e a manutenção da paisagem, e a necessidade de promover a equidade no acesso aos serviços públicos pela população dos territórios de baixa densidade».

O CDS-PP entende que a região abrangida pelo PEARE se enquadra nestes objetivos e considera pertinente obter esclarecimentos por parte do Senhor Ministro do Ambiente e Transição Energética.

 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada copy

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

1 reuniao gp

Projetos de Lei e Projetos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga