Assunção Cristas acusa Costa de falta de caráter e de “virar portugueses contra portugueses”
Sexta, 14 Dezembro 2018 08:13    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

assuncao cristas jantar natal lx 1A presidente do CDS fez na quinta-feira um duro ataque ao primeiro-ministro, ao PS e “às esquerdas”, acusando António Costa de não ter palavra nem caráter, por não cumprir o que prometeu e “virar portugueses contra portugueses”.

Assunção Cristas foi a convidada no tradicional jantar de Natal do CDS e da Juventude Popular de Lisboa, num hotel da capital, em que fez um discurso crítico da governação do PS, que acusou de deixar o “país paralisado, preso por arames”.

Um país, descreveu, onde todos perdem “poder de compra comparando com a União Europeia (UE)” e onde o primeiro-ministro “não tem coragem para assumir as suas responsabilidades”, desde os incêndios do verão de 2017 ao desabamento da estrada entre Vila Viçosa e Borba, distrito de Évora, em que morreram cinco pessoas.

Para Assunção Cristas, António Costa prometeu “tudo a todos” e agora, “vendo os focos de contestação na rua”, e “com a sua conhecida habilidade, faz uma coisa simples” e “muitíssimo perigosa”: “virar portugueses contra portugueses”.

“Quando chega ao momento de cumprir promessas, então atira as culpas para quem está a reivindicar. Isto é não ter palavra, isto é não ter caráter”, atirou.

Ainda na sequência do acidente de Borba, a líder centrista acusou, indiretamente, o PS e os partidos que apoiam o Governo de falta de sentido de Estado.

“O Estado não é uma instituição para servir o PS, para servir os partidos de esquerda, onde os socialistas entram e se governam”, afirmou Assunção Cristas, dando o exemplo do acidente de Borba, em que Costa se recusou a dizer se o Estado pagará as indemnizações.

Nesse caso, aconselhou, o Estado “primeiro paga e depois vê junto de quem é que tem de ser ressarcido”, lembrando que Costa, em vez de “assumir responsabilidades”, quis saber se a estrada era municipal ou nacional.

Para Assunção Cristas, o executivo do PS, com o apoio dos partidos de esquerda, não pode desculpar com a ‘troika’, porque já passaram três anos, considerando que o primeiro ministro desaproveitou a oportunidade.

“O maior problema de António Costa é não ter percebido que teve as melhores condições possíveis para governar e as desperdiçou. É um ‘bluff’ autêntico”, afirmou, voltando a acusá-lo de querer "perpetuar-se no poder".

 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada copy

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

1 reuniao gp

Projetos de Lei e Projetos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga