Coletes Amarelos: CDS tem insistido em muitas das "teclas que estão a ser tocadas por este movimento"
Sexta, 21 Dezembro 2018 13:08    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Assuncao Cristas 2016 ISH 1 siteA líder do CDS-PP disse hoje estar "atenta" ao protesto dos coletes amarelos, destacando que "muitas das teclas que estão a ser tocadas" pelo movimento são semelhantes às que o partido "tem vindo a insistir no parlamento.

"Acompanhamos com atenção este movimento. Há o direito de todas as pessoas se manifestarem, desde que o façam de forma ordeira e respeitando a ordem pública, e nós ouvimos o que as pessoas estão a dizer", afirmou Assunção Cristas aos jornalistas à margem do encontro do Conselho da Diáspora, que hoje decorre no Palácio da Cidadela em Cascais.

Cristas referiu que, como líder do CDS, a sua preocupação tem sido andar muito na rua e ouvir as preocupações das pessoas, e considerou que "não é por acaso" que o seu partido tem trazido para a "primeira linha da agenda política, do debate político, seja a questão dos impostos demasiado altos, da necessidade de uma baixa dos impostos sobre a gasolina e o gasóleo, seja as questões da saúde que estão a preocupar muito as pessoas por todo o lado".

E acrescentou: "São muitos destes temas que eu vejo agora a serem debatidos na rua".

Questionada sobre as informações que têm vindo a público de a extrema direita poder estar por detrás do movimento inorgânico dos coletes amarelos, Cristas afirmou: "da minha parte, enquanto representante do centro e da direita, a minha preocupação é ouvir as pessoas e trazer as questões para dentro do sistema que, no nosso caso, enquanto partido da oposição, é o parlamento, para serem discutidas".

"A minha obrigação é conseguir fazer ouvir essas vozes antes que elas cheguem à rua. Claro que me preocupa este tipo de movimentos inorgânicos, por isso a nossa preocupação é andar no país todo ouvindo as pessoas e trazendo as suas preocupações", salientou.

Para Assunção Cristas, o movimento "é um alerta para todos". E é também um sinal de que as coisas não "estão a caminhar no melhor sentido, de ter crescimento económico sério, duradouro, com emprego bem remunerado e condições fiscais que nos permitam atrair capital".

"Se não temos condições para crescer melhor, não temos condições para distribuir melhor. E o que as pessoas reclamam são essas mesmas condições", sublinhou. E concluiu: "Não conseguiremos melhores remunerações sem atrair capital".

 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada copy

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

1 reuniao gp

Projetos de Lei e Projetos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga