Tancos: Ex-comandante paraquedista diz que furto parece obra de "amadores"
Quarta, 16 Janeiro 2019 22:02    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

antonio carlos monteiro comissaoO coronel de infantaria Alves Pereira sustentou hoje que o furto de Tancos é “sério” pelos danos que o material roubado poderia causar mas admitiu que tenha sido protagonizado por “um bando de amadores”.

“Sou levado a pensar que foi um bando de amadores que fez isto”, disse o coronel, ouvido hoje na comissão parlamentar que investiga o furto de material de guerra dos paióis de Tancos, em junho de 2017.

Frisando que a análise que faz é baseada na sua sensibilidade, o coronel destacou que os autores do furto “não conseguiram escoar” o material, que acabou por ser recuperado, acrescentando que “rebentou-lhes a castanha nas mãos”.

Perante as declarações do coronel, que foi responsável pela vigilância dos paióis enquanto comandante do Regimento de Paraquedistas entre outubro de 2013 e outubro de 2016, o deputado do CDS-PP António Carlos Monteiro manifestou-se “bastante preocupado”.

“Trata-se de uma análise feita por alguém conhecedor”, frisou o deputado centrista, questionando como terá sido possível a “um bando de amadores” furtar material de uma instituição como o Exército.

Na resposta, o coronel explicou que analisa o assalto como operacional do Exército: “Eu não encontro à partida um objetivo para quem perpetrou, o material parece não ter sido usado, foi recuperado e não escoado, não foi entregue a outros grupos”, observou.

“Houve a capacidade a subtrair material dos paióis de Tancos mas não encontro à partida um nível de trama mais denso subsequente, na análise enquanto leigo na matéria”, justificou o militar.

O ex-comandante considerou que o furto “é sério” porque o material, a ter sido utilizado, poderia provocar “danos assinaláveis”.

Neste ponto, o militar frisou que, tecnicamente, não foram furtadas “armas” mas sim “munições, explosivos e artefactos” de uso militar.

“Se podia causar dano? Efetivamente sim, caso estivesse em condições de operacionalidade”, acrescentou.

Quanto aos efeitos que causou na instituição militar, o coronel admitiu “embaraço” pela “falha” e considerou que o “Exército após Tancos é diferente do Exército antes de Tancos”.

“Foi uma situação triste porque pôs em causa instituições que nos merecem o maior respeito”, disse o ex-comandante.

Questionado pelos deputados, o coronel confirmou que a decisão do ex-Chefe do Estado-Maior do Exército Rovisco Duarte de exonerar os comandantes das cinco unidades responsáveis pela vigilância dos paióis dias depois do furto “causou mal-estar” no Exército.

Já quanto às demissões de dois generais [Antunes Calçada e António Meneses] em divergência com Rovisco Duarte, o coronel Alves Pereira recusou comentar, afirmando que “isso não pôde constatar”.

O furto do material militar, entre granadas, explosivos e munições, dos paióis de Tancos foi noticiado em 29 de junho de 2017.

O caso do furto de armas em Tancos ganhou importantes desenvolvimentos em 2018, tendo sido detidos, numa operação do Ministério Público e da Polícia Judiciária, sete militares da Polícia Judiciária Militar (PJM) e da GNR, suspeitos de terem forjado a recuperação do material em conivência com o presumível autor do roubo.

Entre os detidos está o diretor da PJM e um civil (que já foi militar), principal suspeito da prática do furto, encontrando-se ambos em prisão preventiva, num caso que levou à demissão de Azeredo Lopes do cargo de ministro da Defesa e cujas implicações políticas levaram à criação de uma comissão parlamentar de inquérito.

 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada copy

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

1 reuniao gp

Projetos de Lei e Projetos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga