Para todos sermos livres, temos que ter segurança
Terça, 05 Fevereiro 2019 12:08    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

cristas almadaA presidente do CDS-PP evitou hoje a polémica das críticas da associação da polícia à visita do Presidente da República ao bairro da Jamaica, Seixal, e não excluiu vir a deslocar-se ao local.

“Não vou fazer comentários à agenda do senhor Presidente nem aos comentários que se fazem a propósito”, afirmou aos jornalistas Assunção Cristas, no final de uma visita ao centro juvenil e comunitário padre Amadeu Pinto, em Almada, que se dedica a ajudar crianças e jovens desfavorecidos.

Sem nada dizer sobre as críticas da Associação Sócio-Profissional da Polícia, considerando que Marcelo Rebelo de Sousa mostrou “desprezo completo” pelas forças de segurança, a líder centrista repetiu argumentos, já usados a propósito dos incidentes no bairro da Jamaica, sobre a importância da polícia para a segurança e liberdade dos cidadãos.

“Para todos sermos livres, temos que ter segurança, nas cidades, nos bairros, sejam eles mais carenciados ou mais privilegiados. E quem nos garante essa segurança, de facto, são as forças da policia”, afirmou.

Para Assunção Cristas, é preciso valorizar as polícias, “reconhecer a sua autoridade” e explicar que “não faz sentido” haver territórios onde a polícia não pode estar, não pode intervier para restabelecer a segurança entre os moradores”.

E sobre o caso específico do bairro, onde se deram os incidentes e que o Presidente da República visitou, sozinho, fora da agenda oficial, na segunda-feira, a presidente do CDS disse não confundir “ações pontuais” com “as populações que querem andar para a frente com a sua vida, em condições de tranquilidade e serenidade”.

Questionada se planeia deslocar-se ao bairro, Cristas não excluiu essa hipótese.

“Neste momento não está prevista, mas não quer dizer que não possa acontecer”, afirmou.

A presidente dos centristas afirmou que "é incompreensível" que a "câmara comunista" do Seixal, que "trabalha neste território há 44 anos", não ter conseguido "resolver o problema daquele bairro, certamente por falta de empenho e de prioridade politica dada a esse ponto".

O CDS, acrescentou, sempre teve "grande preocupação em fiscalizar a ação do Estado aos vários níveis, nomeadamente no apoio às situações de maior carência, à necessidade de ajudar a romper situações de pobreza", como na habitação social.

 

A visita de Assunção Cristas a bairro social de Almada, a 15 quilómetros do Jamaica

A visita da líder do CDS-PP ao centro juvenil padre Amadeu Pinto, Almada, já estava marcada “há bastante tempo”, antes dos incidentes no bairro da Jamaica, e serviu hoje para Assunção Cristas dar um bom exemplo.

“É um exemplo extraordinário do que é uma intervenção num dos territórios mais desfavorecidos, num dos bairros desfavorecidos do Pragal, em Almada”, disse Cristas aos jornalistas depois de uma visita às instalações do centro que, àquela hora, estavam vazias, sem nenhuma das mais de 100 crianças e jovens que a frequentam, que só chegam depois das aulas.

Este centro juvenil no Pragal fica a cerca de 15 quilómetros do bairro da Jamaica onde, em 20 de janeiro, se registaram incidentes com a polícia neste bairro, e que Assunção Cristas admitiu vir a visitar no futuro.

“Neste momento não está prevista, mas não quer dizer que não possa acontecer”, disse.

A reunião, que estava prevista inicialmente com o padre Gonçalo Machado, foi transformada numa conversa enquanto a delegação do CDS visitou as instalações do centro, que incluem áreas de jogos, zonas de estudo, computadores.

O centro é obra da paróquia local, situada num dos bairros sociais do Pragal, em Almada, já existe há cerca de 10 anos, integrado num projeto dos jesuítas em Portugal.

Não tem apoios da Segurança Social, recebe “apoios pontuais da câmara de Almada”, é baseado em trabalho voluntário, em acordos de mecenato, de empresas e individuais, e cada criança tem uma comparticipação de cinco euros.

“Não é pedagógico pagar tudo”, explicou o padre, garantindo que é arranjada uma solução para “quem não pode pagar”, por exemplo, através de mecenato.

Numa frase, Gonçalo Machado explica que este projeto tenta ser “a segunda casa” para este grupo de crianças, muitas delas consideradas em risco: “É um trabalho complementar ao dos pais. São 100 filhos que temos aqui.”

O responsável pelo projeto afirmou que o trabalho já permitiu a parte dos jovens melhorou o seu aproveitamento escolar, aspeto também realçado por Cristas.

Este centro, descreveu, representa um “conjunto de propostas para que os jovens brinquem “em conjunto, trabalhem em conjunto, façam os seus trabalhos de casa, progridam nos estudos, possam através, da melhoria do seu desempenho escolar, chegar muito mais longe”.

Numa frase, Assunção Cristas afirmou que, através da escola, se pode “romper barreiras de pobreza” para se “chegar mais longe na vida”.

 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada copy

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

1 reuniao gp

Projetos de Lei e Projetos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga