CDS questiona Governo sobre encerramento iminente da Dura Automotive, em Vila Cortês do Mondego
Quinta, 30 Maio 2019 16:12    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

dura automotiveNuma pergunta dirigida ao Ministro Adjunto e da Economia, os deputados do CDS-PP Pedro Mota Soares, João Rebelo e Hélder Amaral querem saber se a tutela tem conhecimento da situação de encerramento iminente da Dura Automotive, na Guarda.

Os deputados do CDS-PP questionam depois se o Ministro Adjunto e da Economia confirma a resposta dada pelo seu Gabinete ao Grupo Parlamentar do CDS-PP, em março p.p., de que a Dura Automotive não tem como objetivo terminar a sua atividade na unidade fabril da Guarda, se confirma o pedido de audiência por parte do Presidente da Câmara Municipal da Guarda, para debater o futuro da empresa, e para quando está agendada essa reunião, se independentemente do pedido de audiência por parte da autarquia, o Governo já tomou, ou vai tomar, alguma medida no sentido de encontrar uma solução e, finalmente, se há alguma possibilidade de recuperação da empresa de modo a garantir a manutenção dos postos de trabalho, fundamentais para a região.

Em dezembro de 2018, o Grupo Parlamentar do CDS-PP questionou o Senhor Ministro Adjunto e da Economia (Pergunta 825/XIII/4, de 7 de dezembro de 2018) sobre o despedimento de 40 trabalhadores da Dura Automotive - Indústria de componentes para automóveis, Lda., multinacional instalada em Vila Cortês do Mondego, no concelho da Guarda.

Na resposta, datada de 12 de março de 2019, o Gabinete do Senhor Ministro Adjunto e da Economia afirmava, e citamos:

«[…] o Governo procurou informar-se mediante a consulta aos seus organismos e através de contactos de proximidade, através dos quais foi possível constatar que a Dura Automotive - Indústria de componentes para automóveis, Lda. não tem como objetivo terminar a sua atividade na unidade fabril da Guarda».

A Dura Automotive é uma empresa de fabrico de acessórios e outros componentes para automóveis que, de acordo com informações chegadas ao Grupo Parlamentar do CDS-PP, estará alegadamente em vias de deslocalizar a sua produção para outras unidades do grupo fora de Portugal.

Em causa está, nomeadamente, o fecho da linha de produção da Boco, um fornecedor da Mercedes que atualmente é responsável por cerca de 50% da faturação da Dura Automotive, e a sua intenção de retirar as suas encomendas e moldes até finais de agosto de 2019, e de deslocar a produção para a Índia.

De grande importância no distrito da Guarda, a Dura Automotive foi fundada em 1994 e chegou a empregar entre 200 a 300 trabalhadores, impulsionando muito o emprego na região.

A deslocalização da produção para fora do país e o consequente despedimento coletivo seria uma enorme machadada na economia da região e das famílias envolvidas, tanto mais que se trata de uma zona do interior, sem alternativas de emprego.

De acordo com órgãos de comunicação social da região, o presidente da Câmara Municipal da Guarda já terá reunido com a administração da empresa, com a AICEP e com a Secretaria de Estado da tutela, mas ainda não há uma solução para a situação vivida na empresa.

O autarca defende, no entanto, que alguma produção da fábrica da Dura Automotive do Carregado poderia ser deslocada para a da Guarda, e afirma aguardar uma reunião com o Senhor Ministro Adjunto e da Economia sobre este assunto.

O CDS-PP reuniu recentemente com a Comissão de Trabalhadores da fábrica, tendo constatado a enorme preocupação dos trabalhadores pela saída do maior cliente da Dura Automotive, em Vila Cortês do Mondego, o que poderá ditar o despedimento de, pelo menos, 50 trabalhadores, e eventualmente o encerramento da própria unidade.

No propalado Programa de Valorização do Interior, o Governo afirma pretender assegurar que os esforços externos de atração de investimento para Portugal possam também ter uma visibilidade maior relativamente aos territórios do interior.

Assim, o CDS-PP entende ser pertinente obter, novamente, esclarecimentos do Governo relativamente à situação da Dura Automotive.

 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada copy

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

1 reuniao gp

Projetos de Lei e Projetos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga