Covid-19. CDS propõe comissão para escrutinar negócios do Estado
Terça, 19 Maio 2020 00:00    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

telmo correia ar sara matos - global imagensO Grupo Parlamentar do CDS formalizou a proposta para constituição de uma Comissão Eventual para o Acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à epidemia de Covid-19.

CDS-PP entregou esta tarde na Assembleia da República um projeto de resolução que propõe a constituição de uma comissão eventual para o acompanhamento das medidas relacionadas com a pandemia de covid-19, nomeadamente os "regimes jurídicos excecionais" aprovados neste período.

A generalidade dos partidos ainda não reagiram. O DN sabe que do PS dificilmente haverá apoio - mas nenhuma decisão está tomada. No BE, nada a opor. De resto, por ora silêncio.

No diploma, o grupo parlamentar propõe uma "comissão eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas excecionais relacionadas com o combate à epidemia de covid-19", que terá como objetivo "a análise da aplicação/implementação dos regimes jurídicos excecionais" aprovados neste âmbito, "bem como das medidas regulamentares que as concretizam".

"A comissão tem igualmente por objeto a análise da evolução da pandemia e dos seus efeitos sobre a saúde pública e a atividade económica, em relação com as decisões do Governo em matéria de medidas de prevenção da infeção por covid-19 e de obrigações da população decorrentes dessas medidas", salientam os deputados.

"É necessário fazer o acompanhamento, atual e próximo, dos resultados da aplicação dessas medidas excecionais, com o intuito de perceber o que corre bem e o que não funciona a tempo de fazer as correções que se mostrem necessárias."

No projeto de resolução entregue hoje na Assembleia da República, o CDS assinala que "atingem já as duas centenas - entre leis, decretos-lei, portarias, despachos - os atos legislativos e regulamentares publicados no jornal oficial desde 2 de março de 2020, cujo elo comum é o combate à atual emergência de saúde pública".

Para os centristas, "é necessário fazer o acompanhamento, atual e próximo, dos resultados da aplicação dessas medidas excecionais, com o intuito de perceber o que corre bem e o que não funciona a tempo de fazer as correções que se mostrem necessárias".

Portugal contabiliza 1247 mortos associados à covid-19, em 29 432 casos confirmados de infecção.Relativamente a segunda-feira, há mais 16 mortos (+1,3%) e mais 223 casos de infecção (+0,8%).

Caso esta comissão seja aprovada, o CDS quer audições à Ordem dos Médicos, Ordem dos Enfermeiros, às "entidades representativas daquelas classes profissionais", às "entidades representativas de outros profissionais diretamente envolvidos no combate à epidemia", bem como às "demais entidades cuja audição se mostre conveniente, em função do objeto da comissão de acompanhamento".

Os democratas-cristãos propõem igualmente que esta comissão eventual avalie o relatório previsto no decreto-lei que "estabelece medidas excecionais e temporárias relativas à situação epidemiológica do novo coronavírus", e que se debruça sobre "todas as adjudicações e respetiva fundamentação e circunstancialismo, designadamente justificando a impossibilidade ou grave inconveniência do recurso a outro tipo de procedimento".

"Faz todo e sentido que, para acompanhar e escrutinar toda a excecionalidade relacionada com as medidas covid, o Parlamento crie uma comissão eventual, garantindo melhor o escrutínio e o próprio acompanhamento público dessa fiscalização."

Leia o projeto na íntegra >> https://bit.ly/36i0V6w

 

Deputados CDS

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Presidente do Grupo Parlamentar  

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto  

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro