CDS acusa Governo de “empurrar com a barriga e fechar os olhos” à Festa do Avante!
Quinta, 13 Agosto 2020 13:59    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

telmo 2020 11O líder parlamentar do CDS-PP criticou hoje a postura do Governo em relação à realização da Festa do Avante!, acusando o executivo de “empurrar com a barriga e fechar os olhos”, e instou o Presidente da República a pronunciar-se.

Em declarações à agência Lusa, Telmo Correia considerou que “A Festa do Avante! não é só um festival político com mais de cinco mil pessoas, a Festa do Avante!, convém lembrá-lo, é a maior máquina financiadora e branqueadora do financiamento do PCP”, na qual o partido “obtém financiamento com regras diferentes daquelas que são aplicáveis a todos os outros partidos e as receitas tornam-se obviamente incontroláveis”.

“E por isso mesmo esta festa tem a importância que tem para o Partido Comunista Português e o Governo, na sua cumplicidade, numa lógica de amiguismo com um partido que tem sido apoiante do Governo, está a empurrar com a barriga e a fechar os olhos”, criticou.

Telmo Correia destacou igualmente que seria importante saber se o Presidente da República “terá ou não opinião”, uma vez que esta é “obviamente uma questão de interesse nacional”.

O líder parlamentar democrata-cristão defendeu igualmente que é necessário saber “se há ou não portugueses que não tenham de cumprir com essa regras ou para quem as regras sejam diferentes de todos os outros” quando existem limitações para “tantos jovens que gostariam de ter festivais de verão” e numa altura em que “os portugueses que estão a cumprir exemplarmente com as regras”.

Na ótica do CDS, o executivo liderado pelo socialista António Costa está a “permitir a uns o que proibiu a todos os outros”, e Telmo Correia lembrou que os jogos finais da Liga dos Campeões estão a decorrer em Lisboa sem a presença de público dos estádios.

O líder parlamentar lembrou que em 11 de maio o CDS dirigiu ao primeiro-ministro um requerimento sobre a realização da Festa do Avante! quando os festivais de música foram cancelados, devido à pandemia de covid-19, mas não obteve resposta.

Por isso, o partido vai hoje entregar na Assembleia da República um novo requerimento sobre este assunto, pergunto “como é possível, estando proibidos todos os festivais, que este seja autorizado, e exigindo ao Governo que cumpra as suas obrigações legais, de responder a um requerimento”.

Actualizado em ( Quinta, 13 Agosto 2020 15:01 )
 

Deputados CDS

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Presidente do Grupo Parlamentar  

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto  

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro