CDS quer esclarecimentos sobre danificação de frascos de vacinas contra a COVID-19
Quarta, 03 Fevereiro 2021 12:44    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

vacina covidAs deputadas do CDS Cecília Meireles e Ana Rita Bessa querem que a ministra da Saúde confirme se a diretora do serviço de farmácia do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa foi demitida na sequência da danificação de frascos de vacinas contra a COVID-19, ocorrida a semana passada no hospital de Penafiel.

Nas perguntas dirigidas à tutela, as deputadas do CDS questionam também se a ministra confirma que uma falha no sistema de refrigeração do hospital de Penafiel teve como consequência a inutilização de 130 frascos de vacinas, o equivalente a 600 doses, e se está, de facto, a decorrer um inquérito ao sucedido.

Querem depois saber se a falha no sistema de refrigeração foi uma falha técnica ou foi, conforme se lê nas notícias, decorrente de uma “utilização inadequada do sistema de refrigeração do hospital”, e, estando ainda a decorrer um inquérito, que evidências existem que a responsabilidade do sucedido é da diretora do serviço de farmácia agora demitida.

Cecília Meireles e Ana Rita Bessa querem ainda saber se foi demitida apenas a diretora do serviço de farmácia ou houve mais alguma demissão na sequência deste acidente, se todos os frascos inutilizados já foram substituídos e se algum profissional de saúde ficou por vacinar.

De acordo com notícias vindas a público, a diretora do serviço de farmácia do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) foi demitida na sequência da danificação de vacinas contra a COVID-19, que ocorreu a semana passada no hospital de Penafiel.

Alegadamente, uma falha no sistema de refrigeração danificou 130 frascos de vacinas, ou seja, 600 doses que estariam destinadas a profissionais de saúde.

Segundo as mesmas notícias, a administração do hospital de Penafiel já terá confirmado a demissão da diretora do serviço de farmácia e terá sido instaurado um inquérito ao sucedido que terá decorrido de uma “utilização inadequada do sistema de refrigeração do hospital”.

Ora, a confirmarem-se estes factos, o Grupo Parlamentar do CDS-PP entende que importa esclarecer, estando ainda a decorrer um inquérito ao que aconteceu, que informação concreta tem já a administração do Hospital de Penafiel em relação ao sucedido, e sobretudo em relação à falha que conduziu à perda irremediável de 600 doses de uma vacina que é um bem tão precioso como escasso nos dias de hoje. Tendo já havido uma decisão de demissão, certamente que há já dados concretos em relação à natureza da falha que importa tornar públicos o quanto antes.

Neste sentido, consideramos ser relevante que a Ministra da Saúde se pronuncie relativamente a este caso tornado público, mas com contornos ainda desconhecidos.

 

Deputados CDS

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Presidente do Grupo Parlamentar  

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto  

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro