Parlamento recomenda procedimento simplificado para apoiar vítimas do incêndio de Monchique
Sexta, 07 Dezembro 2018 15:38    Versão para impressão

hemicicloA Assembleia da República aprovou hoje recomendações do PSD, CDS-PP e BE para que o Governo adote procedimentos simplificados para apoiar as vítimas dos incêndios no Algarve, tal como fez para os incêndios de 2017.

Os três projetos de resolução foram aprovados com a abstenção do PS e votos favoráveis das restantes bancadas.

O incêndio rural, combatido por mais de mil operacionais e considerado dominado no dia 10 de agosto, deflagrou no dia 03 à tarde, em Monchique, no distrito de Faro, e atingiu também o concelho vizinho de Silves, depois de ter afetado, com menor impacto, os municípios de Portimão (no mesmo distrito) e de Odemira (distrito de Beja).

No seu projeto de resolução, o CDS-PP pede, além da adoção do procedimento simplificado, que o Governo “compile e disponibilize, nos portais eletrónicos do Governo e da Administração Pública, toda a produção legislativa referente aos incêndios florestais de 2018 e tome as medidas necessárias à veiculação da informação aos cidadãos nos seus territórios”.

“Os apoios anunciados e os já disponibilizados pelo Governo, em muitos casos não se adequam à realidade da situação destas populações e não resolvem verdadeiramente os problemas”, apontam os democratas-cristãos.