Voto de Pesar pela morte em serviço dos bombeiros Flipe André Azinheiro Pedrosa e José Augusto Dias Fernandes
Quarta, 22 Julho 2020 00:00    Versão para impressão

cds luto

No dia 18 de julho, em Leiria, enquanto em operação de rescaldo e vigilância para prevenção de reacendimento de incêndio, faleceu o bombeiro Filipe André Azinheiro Pedrosa, com 34 anos. Filipe Pedrosa, também filho de um bombeiro, era descrito pelos seus colegas como “um bombeiro excecional, sempre disponível a ajudar os outros”. Ao infortúnio acresce o facto de ter sido pai, há três dias, de uma menina que não o chegará a conhecer.

Também no dia 11 de julho passado, na Lousã, faleceu o bombeiro José Augusto Dias Fernandes, com 55 anos de idade, enquanto combatia um incêndio na serra da Lousã. Era reconhecido pelos seus colegas como alguém que queria estar “sempre na frente, sempre a dar o seu melhor”, e foi assim que faleceu.

Estamos na fase mais aguda dos incêndios rurais no nosso País, que ocorre tradicionalmente nos meses de Verão, e os soldados da Paz estão sempre na primeira linha do combate ao fogo, arriscando a sua integridade física e a própria vida em prol da comunidade.

Eles são os heróis destas batalhas, cumpre-nos não deixar que sejam esquecidos.

Assim, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, manifesta o seu pesar pelo falecimento de Filipe André Azinheiro Pedrosa e José Augusto Dias Fernandes e transmite as suas condolências aos seus familiares, amigos e colegas de profissão.

 

Assembleia da República, 22 de julho de 2020

As Deputadas e os Deputados do CDS-PP