Ana Rita Bessa quer decisão do Ministério da Educação sobre futuro da Orquestra Geração
Quarta, 08 Setembro 2021 08:39    Versão para impressão

ana rita bessa copyNuma pergunta dirigida ao Ministro da Educação, a deputada do CDS Ana Rita Bessa quer saber se o Estado mantém a disposição de continuar o apoio à Orquestra Geração (OG), e se sim, em que termos.

A deputada questiona ainda qual o motivo para a falta de informações por parte do Ministério da Educação relativamente ao ano letivo 2021/2022.

Em 22 de setembro de 2020 a deputada do CDS abaixo assinada questionou o Senhor Ministro da Educação sobre o futuro da Orquestra Geração, procurando saber se a tutela estaria na disposição de continuar o apoio ao projeto, em que termos e quando.

Na resposta, com data de 8 de fevereiro de 2021, após destacar positivamente várias competências da OG, o Gabinete do ME afirma, e citamos, «reconhecendo os méritos do projeto, o Ministério da Educação continuará, como até aqui, a apoiá-lo.»

No entanto, e com a aproximação do início do ano letivo 2021/2022, os responsáveis pelo projeto manifestaram à Assembleia da República a sua preocupação pelo facto de, mais uma vez, não terem ainda tido qualquer resposta quanto à proposta de plafond de horas a atribuir à contratação de docentes para a OG (tendo mantido o mesmo número de horas para o ano transato).

De acordo com os responsáveis, por várias vezes contactaram o Ministério da Educação e respetiva Secretaria de Estado, a DGEstE e outras entidades responsáveis, sem resposta, estando por isso sem saber o que dizer às escolas, aos alunos e às famílias.

Tendo em conta a importância deste projeto, tal como o próprio Ministério reconhece, o Grupo Parlamentar do CDS entende ser urgente uma decisão do Ministério da Educação sobre o futuro da OG, que mesmo em confinamento nunca deixou de acompanhar os seus alunos e manter a sua atividade.